Notícias

13.09.2021

Monsenhor Romulo

Conheça a trajetória do presbítero da Diocese de Cachoeiro. Monsenhor faleceu na tarde do domingo (12)

Falecido na tarde desse domingo, dia 12 de setembro, o Monsenhor Antonio Romulo Zagotto teve participação ativa na história da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim. Muitas vezes sua própria trajetória de vida se entrelaça com a da Diocese e com a de milhares de pessoas ao longo de mais de 40 anos de serviços prestados à Igreja Católica. 

Serviços que passaram por diversas cidades e paróquias, conhecendo de perto a realidade da Igreja Sul Capixaba. Atencioso, Monsenhor Rômulo (como era popularmente conhecido) tinha especial atenção aos pobres e às crianças. Exercitava a empatia, a solidariedade e o carinho para com o povo de Deus. 

Mons. Antonio Romulo Zagotto, nasceu em 23 de julho de 1947, no município de Castelo (ES). Após concluir o curso superior em Ciências Sociais, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras “Madre Gertrudes de São José”, em Cachoeiro de Itapemirim (ES), ingressou no Seminário “Santo Antônio”, em Juiz de Fora – MG, em 1974, para dar início à sua formação em vista do ministério ordenado. Em 15 de dezembro de 1977, na Paróquia Nossa Senhora da Penha, em Castelo – ES, foi ordenado diácono pela imposição das mãos de Dom Luís Gonzaga Peluso, então Bispo diocesano de Cachoeiro de Itapemirim. Também pela imposição das mãos de Dom Luís Gonzaga Peluso, em 16 de dezembro de 1979, na mesma paróquia, foi ordenado presbítero.

 

Atuação na Diocese de Cachoeiro

Durante seus mais de 40 anos de dedicação e trabalhos eclesiais na Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, exerceu os seguintes serviços: Vigário coadjutor da Paróquia São José, em Mimoso do Sul – ES (1980 – 1981); Pároco da paróquia São Sebastião, em Cachoeiro de Itapemirim – ES (1981 – 1988); Pároco da Paróquia Nosso Senhor dos Passos, em Cachoeiro de Itapemirim – ES (1988 – 1995); Pároco da paróquia Santíssimo Sacramento da Eucaristia, em Cachoeiro de Itapemirim – ES (1996); Pároco da Paróquia São Pedro – Catedral, em Cachoeiro de Itapemirim – ES (1997 – 2010); novamente Pároco de São Sebastião, em Cachoeiro de Itapemirim – ES (2010 – 2012); Pároco da Paróquia Santo Antônio de Pádua, em Rio Novo do Sul – ES (2013 – 2015).

Em 2003, durante a vacância da sede episcopal, devido a nomeação de Dom Luiz Mancilha Vilela como Arcebispo Metropolitano de Vitória do Espírito Santo, foi eleito Administrador Diocesano de Cachoeiro de Itapemirim, serviço que exerceu até a tomada de posse de Dom Célio de Oliveira Goulart, como terceiro Bispo Diocesano de Cachoeiro de Itapemirim em setembro daquele mesmo ano. Foi Vigário Geral nesta Diocese de 1999 a 2011. Além de inúmeros serviços prestados no âmbito pastoral e social.