Notícias

11.10.2021

Nossa Senhora da Conceição Aparecida

Novena e Festa da Padroeira do Brasil deste ano estão em sintonia com as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil

Em sintonia com as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE), o Santuário Nacional celebra a Novena e Festa da Padroeira do Brasil, de 3 a 12 de outubro, evidenciando o sentido de ser Igreja a partir da ideia de Povo de Deus, aprofundada pelo Concílio Vaticano II. 

Ao comemorar noventa anos da proclamação da Mãe Aparecida como Padroeira do Brasil, o tema da Novena deste ano quer aprofundar a identidade de fé: “Com Maria, somos Povo de Deus unido, pela Aliança”. 

"Aparecida nas águas barrentas do rio Paraíba do Sul, em 1717, a Virgem Negra é a Mãe de ternura e de esperança, que nos ajuda a ser povo da Aliança!”, disse o padre   Eduardo Catalfo, reitor do Santuário Nacional de Aparecida.

Na presença de Nossa Senhora, “a melhor e a mais perfeita discípula da Palavra”, como ensina dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida (SP), o Santuário Nacional quer renovar a alegria de ser Povo de Deus, aproximando da Bíblia os devotos de Nossa Senhora. A novena e festa de Aparecida estão em sintonia com as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2019-2023), que propõem a Palavra de Deus como primeiro “Pilar da Casa”. 

Diferente do ano passado, quando decidiu-se organizar uma festa mais restritiva por causa do agravamento da pandemia e porque ainda não havia vacinas seguras, neste ano estão previstos dois lugares de celebração: o próprio Santuário Nacional e o Centro de Eventos, localizado no pátio da maior Basílica Mariana do Mundo.

 

Um convite para redescobrir a Bíblia na Casa de Maria 

Sempre vinculados à figura de Nossa Senhora, os temas de cada dia da novena retratam, entre outros assuntos: Êxodo e a aliança com Deus, Igreja povo de Deus, Mandamentos, Bem-aventuranças, Misericórdia samaritana, São José e igreja doméstica, Meio ambiente, Eucaristia e unidade com o Papa Francisco. 

“Com a Bíblia na mão”, como sempre gosta de dizer dom Orlando Brandes, e tendo o Êxodo como referência decisiva, a novena quer percorrer as etapas significativas na história de libertação que Deus ofereceu ao seu povo eleito”. afirma o padre   Eduardo Catalfo, reitor do Santuário Nacional de Aparecida.

Desde o ano passado, a novena faz referência à história do Êxodo, porque é com ela que o padre Marko Rupinik está revestindo com mosaicos a primeira fachada do Santuário Nacional. É um projeto de arte, mas é também um projeto pastoral de aproximação aos textos bíblicos. Um dos principais objetivos do projeto “Jornada Bíblica” é que cada devoto de Nossa Senhora conheça sempre mais as Sagradas Escrituras.  

“Vocacionados como Moisés, todos aqueles que amam a Mãe Aparecida devem viver em constante êxodo: sempre em êxodo missionário. Através da história de Moisés, de esperança em esperança, a novena deste ano é um convite para que os fiéis refaçam o caminho do Êxodo, rumo à “Terra sem males”, disse o padre   Eduardo Catalfo, reitor do Santuário Nacional de Aparecida.

O Santuário Nacional convida a Igreja no Brasil a viver momentos de profunda reflexão, baseados em dois eixos fundamentais:?Povo de Deus?e?Aliança.?”Somos Igreja, fazemos parte da Igreja de Cristo e nos entendemos como povo, como família de Deus.?A ideia de Povo de Deus foi aprofundada a partir do?Concílio Ecumênico Vaticano II (1962-1965), quando fez da?participação uma das palavras-chave da vida da Igreja. A Aliança?está?associada ao Êxodo e a outros grandes valores da Bíblia. Com a força de Deus e a liderança de Moisés, o povo fez?seu encontro de amor com o Pai?e esse era o maior propósito de Deus”, disse padre Eduardo Catalfo, reitor do Santuário Nacional de Aparecida. 

 

Dia das Crianças e da Padroeira do Brasil 

O dia 12 de outubro é festa da Padroeira do Brasil e também é festa pelo dia das crianças. Há muitos anos o Santuário Nacional, em parceria com o Ministério Público do Trabalho e com o Tribunal Regional do Trabalho, da décima quinta região de Campinas, empenha-se no projeto de erradicação do trabalho infantil.

“Acreditamos que proteger crianças e adolescentes é o primeiro passo para uma sociedade mais justa e feliz para todos. Lugar de criança é na escola. Nunca no injusto trabalho infantil, que rouba sonhos e esperanças de uma maturidade plena e feliz”, afirma padre Eduardo Catalfo, reitor do Santuário Nacional de Aparecida. 

Seguindo os protocolos de higiene, segurança e distanciamento social, os fiéis poderão acompanhar a Novena e Festa de Nossa Senhora através da Rede Aparecida de Comunicação. A programação completa você confere clicando aqui.

“Viva a alegria de ser devoto da Mãe Aparecida e participe da festa de Nossa Senhora! O Santuário Nacional, lugar privilegiado para o encontro com Deus, está de coração e portas abertos para acolher você e sua família. Aceite nosso convite para cantar as Glórias de Maria, como ensinou Santo Afonso. Afinal, no Santuário da Palavra viva de Deus é onde eu quero estar!”, exorta padre Eduardo Catalfo, reitor do Santuário Nacional de Aparecida.

 

*Com informações da CNBB