Notícias

08.09.2022

28º Grito dos Excluídos e Excluídas

Por justiça e dignidade, Diocese de Cachoeiro de Itapemirim promoveu caminhada e santa missa nesse 7 de setembro

Na tarde dessa quarta-feira, 7 de setembro, dia da Independência do Brasil, a Diocese de Cachoeiro de Itapemirim promoveu, através de seu Regional 2, uma caminhada e santa missa pelo 28º Grito dos Excluídos.

O evento teve início às 15h na Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora da Consolação, em Cachoeiro, de onde centenas de participantes saíram em caminhada até a Catedral de São Pedro, localizada no centro da cidade. Junto dos fiéis estavam o bispo diocesano Dom Luiz Fernando Lisboa, presbíteros do Regional 2 diocesano, diáconos e seminaristas.

Às 16h, chegando à Catedral, Dom Luiz Fernando presidiu a santa missa pelos excluídos e excluídas do Brasil. Momento oportuno para reflexão sobre os  200  anos  de  exploração  e  resistência de um povo sofrido. O direito dos povos originários (indígenas), a luta contra o racismo, a inserção dos excluídos, a preservação da casa comum e muitos outros temas foram abordados durante a manifestação. Além das paróquias localizadas na cidade da Cachoeiro de Itapemirim, diversas outras paróquias da Diocese promoveram em suas localidades e municípios eventos em favor da sociedade e da vida. 

O Grito dos Excluídos  acontece no Brasil desde o ano de 1995, em paralelo às comemorações do dia 7 de setembro. Neste dia, a Igreja do Brasil nos convida para um outro grito, bem distinto daquele proclamado às margens do Rio Ipiranga. Ela  nos convoca a escutarmos o som que ecoa nas periferias existenciais e sociais e para gritarmos por todos aqueles que não possuem voz.

 

 

Mais Notícias