Notícias

14.05.2024

Santuário de Aracuí completa 30 anos com Celebração Eucarística

A missa foi presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Luiz Fernando Lisboa e concelebrada pelo pároco da paróquia Santo André Apóstolo, padre Carlos Henrique Dias


Erguido em homenagem à Nossa Senhora Imaculada Esposa do Divino Espírito Santo, o Santuário Aracui, em Castelo, celebrou 30 anos de história, nesta segunda-feira, 13 de maio. Considerado um importante ponto de peregrinação e fé, o local acolheu dezenas de fiéis que lembraram o milagre da aparição da Virgem Maria que, segundo a tradição local, aconteceu em 1994.

Mauro de Souza Romanelo, coordenador do Santuário, conta que no local já teria acontecido aparições de Nossa Senhora, entre maio e outubro de 1994. Contudo, ressalta que a primeira aparição foi no dia 13 de maio de 1994, para uma devota chamada Neusa Baccini.

"Foi ela que teve a visão e orientação da Santa para fazer a imagem com o manto verde. Ela começou tudo aqui. Depois o empresário Aremildo Pessim fez essas esculturas de granito que embelezam o espaço", relata.

A missa foi presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Luiz Fernando Lisboa e concelebrada pelo pároco da paróquia Santo André Apóstolo, padre Carlos Henrique Dias, com início às 15h, horário da primeira aparição de Nossa Senhora, e durou cerca de uma hora e meia, com muitos cânticos e palavras que exaltavam a devoção mariana.

"Foi uma cerimônia linda e muito emocionante. Iniciamos com um procissão, conduzida pelo Cenáculo Mariano, nos remetendo ao passado quando um grupo de devotos se reuniam na fazenda da família Martins e subiam o monte em procissão (...) O Santuário é esse espaço onde as pessoas vêm fazer sua experiência religiosa e de fé...” contou Pe. Carlos Henrique.

Uma confraternização marcou o encerramento das comemorações. "A fé é subjetiva, particular de cada pessoa, mas a gente percebe pela intensidade de cada um, da sua vinda até o santuário, do seu clamor e na confiança depositada em Deus, muitas graças e milagres acontecerem." Concluiu.

 

• A devoção

Há 30 anos uma romeira de Muriaé, Minas Gerais, recebeu uma milagrosa revelação: a Virgem Maria apareceria por alguns minutos no alto de um monte, em Aracui. A revelação feita por um religioso se confirmou e a primeira aparição aconteceu pontualmente às 15h, do dia 13 de maio de 1994. Um jovem que sofria com uma grave doença pressentiu que algo iria acontecer no alto do morro e foi até lá.

Embaixo de uma árvore, ele recebeu então a cura daquela doença que o afligia. A árvore caiu em janeiro de 2020 quando uma forte chuva devastou o município de Castelo. Mesmo sem ser replantada, outra árvore da mesma espécie cresce ao lado da antiga e desde 1994, todo dia 13 de cada mês são realizadas missas no local que recebe centenas de visitantes.

O local já atraiu figuras famosas como o cantor Roberto Carlos que, recorreu ao espaço no dia 13 de maio de 1999 em busca do pedido de cura para sua esposa Maria Rita, que enfrentava um câncer. O cantor voltou três meses depois, em 13 de agosto, para agradecer os bons resultados do tratamento da esposa. A cantora Elba Ramalho também já visitou o espaço.

Existem no Santuário vários monumentos em mármore e granito, além de uma imagem de Cristo em um tablado de madeira, a imagem da Imaculada e um terço gigante de madeira na árvore onde, segundo a tradição, aconteceu o milagre da aparição.

No local também há uma nascente, cuja água é considerada pelos fiéis especial e com poderes milagrosos. Com isto, muitos visitantes costumam levar um pouco para casa ou para amigos que estejam enfrentando dificuldades e problemas de saúde.

 

 

Mais Notícias