Notícias

15.08.2014

Paróquias celebram Nossa Senhora da Penha.


As Paróquias de Castelo e Alegre Celebram nesta sexta – feira, 15, a sua Padroeira, Nossa Senhora da Penha. Já na Paróquia do BNH, em Cachoeiro de Itapemirim, que também leva o nome da Santíssima Padroeira, a festividade será celebrada no domingo, 17.

Em Castelo a Novena à Padroeira, na Igreja Matriz, teve início no dia 06 de agosto e terminou na última quinta-feira, 14. Já nesta sexta-feira, dia da Festa Paroquial, haverá Celebração Eucarística e Homenagem a Nossa Senhora da Penha. A Celebração será às 18h na Matriz de Castelo e será presidida pelo Pároco, Frei Mário Aparecido.

Na cidade de Alegre as festividades também tiveram início no dia 06 de agosto, com a Novena. Para hoje está programada a Procissão, saindo em frente ao Hospital local, às 17h, em direção a Igreja Matriz, seguida de Missa presidida pelo Bispo diocesano dom Dario Campos, às 18h. Ainda segundo a programação haverá Coroação de Nossa Senhora, às 19h, e Partilha, às 20h.

Já na Paróquia Nossa Senhora da Penha, BNH – Cachoeiro de Itapemirim, as festividades tiveram início no dia 08 de agosto e se estendem até o próximo domingo.

Hoje, 8º Dia da Novena, a Celebração será às 19h30, na Matriz, seguida de show com Palco Livre.

Para o sábado, 16, haverá Celebrações às 09h e às 19h. Na noite de sábado também haverá show com Calouros da Paróquia.

No domingo, dia da Festa Paroquial, a programação começa com o café, às 08h, seguido de Missa, às 09h, e Procissão. O almoço, programado para às 11h30, será animado por moda de viola e Stand-up, com Zaqueu e Zebedeu. A Festa será encerrada com a Celebração Eucarística, às 19h, presidida pelo Pároco, Pe. Valdece Schuenk, seguida de queima de fogos.


Assunção de Nossa Senhora

Hoje a Igreja Celebra também, Solenemente, a Assunção de Nossa Senhora, definida pelo Papa Pio XII, em 1950, como Dogma da Fé, através da  Constituição Apostólica Munificentissimus Deus:

“A Imaculada Mãe de Deus, a sempre Virgem Maria, terminado o curso da vida terrestre foi assunta em corpo e alma à glória celestial.”

A Constituição Apostólica Munificentissimus Deus pode ser lida na íntegra neste endereço: 
http://www.vatican.va/holy_father/pius_xii/apost_constitutions/documents/hf_p-xii_apc_19501101_munificentissimus-deus_po.html.


O Papa Francisco, em viagem apostólica à Coreia do Sul, iniciou a programação do dia com a Concelebração Eucarística, em Daejeon, por ocasião da Solenidade da Assunção de Nossa Senhora.

Em sua homilia o Papa refletiu sobre a Assunção de Maria, destacando que o evento “mostra-nos o nosso destino como filhos adotivos de Deus e membros do Corpo de Cristo: como Maria, nossa Mãe, somos chamados a participar plenamente da vitória do Senhor sobre o pecado e a morte e a reinar com Ele no seu Reino eterno”.

A homilia do Papa Francisco na Solenidade da Assunção de Nossa Senhora, pode ser lida na íntegra aqui: 
http://w2.vatican.va/content/francesco/pt/homilies/2014/documents/papa-francesco_20140815_corea-omelia-assunzione.html.



A Tradição - Assunção de Nossa Senhora.

Segundo a tradição, Maria tinha por volta de 50 anos quando Jesus Cristo ascendeu aos Céus.

Após uma vida sofrida, é provável que Maria tenha morrido antes da dispersão dos apóstolos e a perseguição de Herodes Agripa, por volta do ano 42 ou 44. Acredita-se que sua morte tenha ocorrido no Monte Sião.

A Virgem Maria ressuscitou, como Jesus, pois sua alma imortal uniu-se ao corpo antes da corrupção tocar naquela carne virginal, que nunca tinha experimentado o pecado. Ressuscitou, mas não ficou na terra e sim imediatamente foi levantada ou tomada pelos anjos e colocada no palácio real da glória. Não subiu ao Céu, como fez Jesus, com a sua própria virtude e poder, mas foi erguida por graça e privilégio, que Deus lhe concedeu como a Virgem antes do parto, no parto e depois do parto, como a Mãe de Deus.


Informações sobre a Assunção de Maria retiradas do site cancaonova.com, Rádio Vaticano e Santa Sé.
 

 

 

Mais Notícias