Notícias

23.01.2023

O que é preciso para ser um coroinha

Geralmente, a função é exercida pelas crianças e adolescentes que estão se preparando para a Primeira Comunhão ou Crisma

Ser coroinha é estar a serviço: a serviço do altar e do próximo. Servir ao altar não é apenas ajudar o padre, transportar os objetos litúrgicos ou executar as funções que lhe são próprias. Servir ao altar é muito mais: é participar do Mistério Pascal de Cristo, ou seja, da Paixão-Morte-Ressureição de Cristo.

 

🔹O que significa ser coroinha?

No dicionário, o significado da palavra coroinha é: a pessoa que auxilia o Padre durante a Missa. Na prática, é um ato de devoção, aprendizado e muita inspiração.

Ao praticar uma atividade tão importante, a criança passa a ter um contato mais próximo com as palavras de Deus. Isso porque está servindo a comunidade durante um momento único, que é a celebração da Santa Missa.

Guilherme Oliveira Coelho, 27 anos, serviu a comunidade Santa Rita de Cassia na infância. Para ele este período “Foi um tempo muito importante para sua formação como católico” segundo ele, “estar tão próximo do altar e ver Jesus todos os dias ali é uma experiência de valor incalculável”.

Ser coroinha é, como disse Guilherme, também servir a Deus, participar do Mistério Pascal de Cristo, além de viver a sua fé e o Evangelho unicamente, principalmente porque está junto ao altar.

“Cada novo encontro eu me apaixonava por essa missão, por esse grupo, pelas formações e por todo esse mistério que é a celebração da Santa Missa. Até que depois de todo o acompanhamento com o grupo comecei a servir o altar, com uma mistura de frio na barriga e muita alegria que tomava conta”, completou Guilherme. 

 

🔹Quem pode ser coroinha?

Se engana quem pensa que a função de coroinha pode ser exercida apenas por meninos. Foi o Papa João Paulo II, em Instrução Redemptionis Sacramentum, que autorizou crianças e adolescentes meninas a servirem como coroinhas.

Carol Rogalski conta que ela foi coroinha na Matriz Velha, que é a mesma igreja que frequenta nos dias atuais, reforçando que o compromisso com a fé pode ser com qualquer pessoa.

“Foi muito bom poder ajudar o padre e aprender mais sobre Jesus”, disse.

Geralmente, a função é exercida pelas crianças e adolescentes que estão se preparando para a Primeira Comunhão ou Crisma. Em algumas paróquias, no entanto, qualquer jovem que tenha interesse também pode participar. Para isso, basta conversar na Secretaria Paroquial para ter mais informações.

 

 

 

Mais Notícias